top1

Sonhado amor

dema

(baladinha triste)

Hoje farei um poema,
pra homenagear meu amor.
Acontece, oh, Deus (que pena!),
não sou mais que um sonhador.

Minha vida é sempre um sonho
cheinho de coisas boas,
pois me costumo enfadonho,
muito mais se ando à toa.

Quisera encontrar na vida
a tal da felicidade,
mas minh’alma tão sofrida
carece de piedade.

Quão triste o sofrer assim,
não gozar da vida mansa,
como a rosa no jardim
que jaz morta inda criança.

Desejei que Deus me desse
um cadinho de alegria.
Solidão me entristece,
não tenho uma Ana Maria.

Volto-me, então, ao papel
pra cumprir o meu destino,
príncipe sem Rapunzel,
sonhos de amor clandestino.

 



o-POETA

 

vate

 

direitos autorais de demasilva